Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2017

Afinal, gravidez é ou não doença?

Imagem
Estou completando 28 semanas, e entendo que não passei por tudo o que tenho que passar ainda até o final da gestação. Mas existe uma frase que tem me inquietado muito e que tenho ouvido muito pelo fato de eu ter algumas recomendações médicas; GRAVIDEZ NÃO É DOENÇA, afinal, gravidez é ou não uma doença?
Não! Com toda certeza do mundo afirmo a vocês que gravidez não é doença, mas gravidez tem sintomas assim como toda doença. Assim como a gripe gravidez também tem mal estar, pressão baixa, as vezes alta, ânsia de vômito, dores no corpo, assim como a anemia a gravidez também tem cansaço, fraqueza, falta de ar, dor de cabeça, mal estar, tontura. E perai que posso citar mais alguns sintomas pra vocês: formigamento no braço, pressão alta, fome excessiva, cansaço extremo, falta de energia, uma dor terrível nos pés, dor fora da realidade na lombar, seios doloridos e inchados, e quando o bico do seio não começa a coçar desesperadamente que você tem vontade de pegar uma faca de serra e coçar, …

Dia de Ecografia 😍

Imagem
Dia de ecografia é aquela ansiedade, aquela alegria, aquele nervosismo pra saber como nosso bebê está, qual tamanho ele está agora, qual peso, se está tudo bem. Só quem deseja tanto esse momento sabe o que sentimentos cada vez que chega a tão esperada ecografia. Tudo bem que carregamos dentro de nós, mas poder vê-los na ultrassom é como se de alguma maneira pudéssemos matar um pouco da ansiedade de ver o rostinho, na realidade não sei explicar muito bem a sensação maravilhosa que é, eu sinto como se tivesse chegando o mais perto dela possível. Acredito que quase todo mundo deve conhecer o famoso Tomé,  o homem que só acredita se ver, é engraçado a comparação mas me sinto como ele cada vez que chega o dia da eco, eu preciso ver, olhar para ela, enxergar com os meus olhos de que esta tudo bem e ela ainda está ali saudável, linda, sapeca.
Tem muita gente que diz pra não fazer muitas ecografias, mas segundo a medicina 1 ecografia por mês durante os nove meses de gestação não tem problema…

Será que vou ser uma boa mãe?

Imagem
Eu particularmente adoro brincar com ela assim, é como se eu tivesse dando atenção total à ela, como se literalmente a gente tivesse brincando. Ao longo da gravidez a ficha vai caindo aos poucos, mas tem um momento exato quando sua barriga já está maior, quando você já consegue sentir cada movimento do seu bebê em que a ficha cai, então tudo começa a fazer sentido e os questionamentos e medos aparecem.
Será que vou ser uma boa mãe?  Será que vou dar um bom exemplo pro meu bebê?  Será que vou conseguir educar ele da maneira certa? Será que vou amar ele como deve? Será que vou saber cuidar, amamentar? Ou então será que vou saber o que fazer quando ficarem doentes? Caraca, são tantas perguntas, mas quer saber?  As respostas aparecem quando seu bebê nasce. Óbvio que não vamos acertar sempre, fique calma! Somos mães e mãe não é perfeita, é um ser humano normal com uma capacidade de amar imensa, mas cheia de falhas, de medos, de dúvidas, de traumas, de problemas, de anseios, de cansaço fís…

O que uma mamãe coruja não faz 🌻

Um jeitinho diferente para as grávidinhas corujas observarem melhor aquelas mexidinhas que passam despercebidas 😍 https://youtu.be/mrdNevXzur0

Descansa teu coração

Bom dia minhas lindas🌸 Gostaria de deixar uma mensagem de amor, de afago, de paz, de carinho em Deus pra vocês iniciarem maravilhosamente o dia de vocês. Confiar em Deus exigi de nós sair do controle, parar de querer e tentar estar sempre com uma carta na manga. Confiar em Deus é ter convicção de que Ele é soberano e nada sai do seu controle, ele é poderoso pra fazer infinitamente mais do que pensamos ou se quer imaginamos através do seu poder que atua em NÓS. Ele cuida de mim, Ele cuida de você, Ele cuida de nós, quer você acredite ou não.  Agradeça a todo momento, mesmo quando as coisas não acontecem como você gostaria, se tá acontecendo do jeito que Ele quer isso basta. É a vontade dele que importa. ❤

Não vale a pena perder a paz

Imagem
Quando eu descobri que estava grávida
tive muito enjôos
, sangramento, ânsia de vômito, tontura, aqueles sintomas de início sabe? Tive alguns problemas de relacionamento interpessoal com alguns colegas de trabalho o que dificultou um pouco minha saúde mental e psicológica, onde desenvolvi transtorno depressivo misto ansioso e transtorno de ansiedade. Estava desde janeiro tentando me encostar mas não tive sucesso e amanhã volto ao trabalho. Meu coração tá aflito mas me sinto segura, não sou mais a mesma pessoa que era quando decidi me afastar, hoje tenho outras prioridades. Mas nessa fase de gestação a grande maioria de nós, mães de primeira viagem, queremos atenção, carinho, queremos ser acolhidas, compreendidas, aceitas, bem tratadas, mimadas, ouvidas, queremos que as pessoas que dizem que nos amam e nem precisa nos amar, mas as pessoas que a gente convive sabe, curtem esse momento com a gente. Mas são desejos apenas, ninguém é obrigada a viver nossos momentos, nossos sonhos, porque e…

Minha barriga nao cresce! Será?

Imagem
Primeiro de tudo precisamos entender que nenhum ser humano é idêntico ao outro fisicamente, embora temos os mesmos órgãos e todos eles tenham a mesma finalidade. O mesmo serve para embriões, feto, e o bebê já formado, e também para as mães. Algumas mamães de primeira viagem não tendem a ter a barriga muito grande, mas algumas por genética acabam tendo, a grande maioria das mães de segunda, terceira, quarta viagem tendem a ter a barriga maior a partir do terceiro mês de gestação,  mas algumas acabam não tendo por genética, isso não significa que um bebê tenha mais saúde,  seja mais saudável do que o outro, e nem que a mãe não esteja se alimentando bem ou que não tenha comida em casa. 
A gravidez por si só já é um mistério divino, nunca se perguntou como que pode de um pequeno espermatozóide nascer aquele bebê que muda nossa vida completamente, cresce, e vira adulto como nós, com sentimento, personalidade e caráter?  Tem certas coisas que a gente não precisa entender, basta aceitar e apr…

Como lidar com a perda de um filho tão esperado

Imagem
Dia 30 de Abril de 2016 numa consulta de ginecologista descobri minha primeira gravidez, mas o que eu não sabia é que já estava perdendo. Passei uma semana sangrando e sentindo dores fortes, mas eu tinha tanta esperança que acreditava que tudo ia ficar bem. Até que uma ida ao banheiro saiu o saco gestacional, foi horrível de acreditar, mas não questionei aquela situação apesar de ser algo tão desejado por mim. Meu marido não sabia como reagir aquilo mas foi super atencioso, carinhoso, e procurou cuidar de mim e tentar distrair minha cabeça. Me senti tão inútil, incapaz, vazia, como eu uma mulher criada pra isso poderia não ter segurado aquele bebê?  O que eu fiz de errado? Como eu poderia ter evitado? 
Não tive resposta pra nenhuma dessas perguntas mas eu confiei tanto em Deus que hoje grávida de 27 semanas e vivendo essa experiência maravilhosa entendo o porque certas coisas acontecem. As vezes não entendemos ou até nem queremos entender porque não queremos aceitar, mas confiar num De…

Faço ou não um blog?

Sempre pensei como seria ter um blog, mas sempre achei que eu era viciada dimais em rede social pra ter mais uma. Foi entao que me surgiu a idéia de escrever um livro; isso mesmo, um livro! Doido né?
Primeira coisa que passou na minha cabeça é " quem sou eu pra escrever um livro" , mas azar meus pensamentos, guardei isso no meu coração e esperei o momento certo disso explodir em mim, e nao é que explodiu? Foi meio cômico porque demorei dois dias pra entender o que é um blog e tava quase desistindo de fazer um, me senti uma idosa, tava ficando confusa já com tanta informação, mas enfim.., espero que adorem assim como vou adorar escrever meu cotidiano a respeito da maternidade pra vocês, esclarecer duvidas, e muitas postagens sobre assuntos polêmicos e até acabar com alguns mitos. Mas por hoje é isso. ❤