Não vale a pena perder a paz

Quando eu descobri que estava grávida
tive muito enjôos
, sangramento, ânsia de vômito, tontura, aqueles sintomas de início sabe? Tive alguns problemas de relacionamento interpessoal com alguns colegas de trabalho o que dificultou um pouco minha saúde mental e psicológica, onde desenvolvi transtorno depressivo misto ansioso e transtorno de ansiedade. Estava desde janeiro tentando me encostar mas não tive sucesso e amanhã volto ao trabalho. Meu coração tá aflito mas me sinto segura, não sou mais a mesma pessoa que era quando decidi me afastar, hoje tenho outras prioridades. Mas nessa fase de gestação a grande maioria de nós, mães de primeira viagem, queremos atenção, carinho, queremos ser acolhidas, compreendidas, aceitas, bem tratadas, mimadas, ouvidas, queremos que as pessoas que dizem que nos amam e nem precisa nos amar, mas as pessoas que a gente convive sabe, curtem esse momento com a gente. Mas são desejos apenas, ninguém é obrigada a viver nossos momentos, nossos sonhos, porque eles são nossos, e não podemos obrigar que ninguém se alegre com nossa vida, e nem obrigar que alguém nos aceite porque muitas vezes nem nós nos aceitamos ou então não aceitamos todos os que passam pela nossa vida. 
O segredo é não retribuir o mal que nos fazem com o mal também, isso facilita a vida, deixa o coração leve. Tem coisas e situações que não valem a pena se estressar, perder a paz. ❤

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Afinal, gravidez é ou não doença?

Será que vou ser uma boa mãe?

O que levar na mala da maternidade do bebê 👜